Título: Quero Crescer

Autor: Luísa Ducla Soares

Ilustrador: Marta Martins

Editora: Civilização

 

 

 

       Esta história fala de um menino chamado Chico, que estava farto de ser criança e queria ser adulto. Certo dia resolveu procurar alguém que o ajudasse a crescer.

       Procurou um farmacêutico e uma bruxa, mas nenhum deles o conseguiu ajudar. Por fim, resolveu pesquisar na internet inventores portugueses. Ele encontrou três, dos quais o terceiro pareceu-lhe o ideal – Dr. Inventino, e como ele não morava longe pôs-se a caminho.

       Ao chegar ao barracão do Dr. Inventino, começou a bisbilhotar os frascos que ele lá tinha, encontrando o que lhe convinha e bebeu o frasco todo. Começou a crescer rapidamente que até os próprios pais não o reconheceram e chamaram a polícia. O Chico teve que fugir e trabalhar no circo para poder sobreviver.

       Cada dia que passava ficava mais velho, sem forças e cansado, pensando como era bom ser criança.

       Voltou de novo ao barracão do Dr. Inventino, pegou no frasco para ficar mais novo e bebeu-o todo, ficando bebé.

       Foi entregue na esquadra e como ninguém o reclamou, foi adotado pelos próprios pais.    

 

Catarina Duarte    

 

 

 

 

     Era um miúdo que se chamava Chico e estava farto de ser miúdo.

    Como ele queria crescer rapidamente resolveu ir ao farmacêutico para arranjar um remédio para crescer. Mas o farmacêutico disse-lhe que apenas tinha vitaminas para o ajudar a ser alto e forte. Não era isso que ele queria e o farmacêutico não lhe resolveu o problema.

     Então o chico decidiu ir à bruxa, mas com esta também não resolveu nada.

     Depois lembrou-se de ir à internet procurar inventores que o pudessem ajudar a crescer. Ficou todo contente quando encontrou o Dr. Inventino. Mas fez asneira pois sem o doutor ver, tomou um frasco de extratos de asas de borboleta para envelhecer e fugiu.

     A mãe e o pai não o reconheceram e confundiram-no com um bandido. Quando ouviu a sirene da polícia fugiu. Depois foi a um restaurante mas não tinha dinheiro para pagar a conta e voltou a fugir.

     Depois de tanta asneira que tinha feito arranjou trabalho num circo. Mas depressa ficou farto. Pegou numa tesoura e cortou o cabelo e as barbas porque era muito cansativo trabalhar para comer.

     Ele começou a sentir saudades de ser criança e dos seus amigos da escola. Decidiu visitar os amigos mas a professora indignada disse que ia chamar a polícia.

     Ele fugiu e como já estava cansado de ser velho, quis voltar ao mesmo sítio para tomar o pó das rosas e voltar a normal. Mas nunca mais conseguiu ter nove anos e voltou a ser bebé pela segunda vez.

 

João Filipe

publicado por turminhafabulosa às 22:32